Doença Celiaca Bioquimica

0

A doença celíaca é um distúrbio autoimune provocado pelo glúten (glaiadina e glutamina), ou seja, uma intolerância à alimentos que contenham tal proteína, como aveia, trigo, cevada, centeio e outros que possuam tais cereais na sua composição.

Doença Celiaca Bioquimica
Doença Celiaca Bioquimica. Imagem:divulgação

Não há um grupo especifico de pessoas que possuam tal condição, porém, há a predisposição genética como fator crucial também. Pode-se manifestar de forma muito evidente em crianças de até 3 anos, que é quando ocorre a introdução de glúten na dieta, mas, lembrando que não há idade para apresentar tal doença.

Sintomas da Doença Celíaca Bioquímica

Os sintomas apresentados são diarreia crônica, anorexia, vômito, náusea, flatulência, distensão abdominal, baixo ganho de peso e estatura, com o risco de grave desnutrição caso o diagnostico demore a ser feito. Entretanto, há sintomas que não estão relacionados ao trato intestinal como a dermatite, osteoporose e osteogenia, anemia ferropeia sem resposta ao uso oral de ferro e hepatite pelo aumento de enzimas hepáticas.

O grau de intensidade desses sintomas depende da quantidade de glúten ingerida. Ao ingerir as proteínas glaiadina ou prolamina (vindas do trigo) e outras semelhantes, esses conjuntos de aminoácidos modificam-se quando entram em contato com o organismo, provocando no sistema imunitário reações, que refletem em inflamações intestinais.

Acesse e saiba mais informações: Quem tem doença celíaca pode engravidar?

Doença Celíaca Bioquímica

As pessoas que têm maior chance de apresentar a doença celíaca são aquelas que apresentam diabete do tipo 1, doença autoimune da tireoide, síndrome de Turner, síndrome de Williams, ou quando há casos na família. Em razão dos seus inúmeros sintomas, a doença celíaca pode levar anos para ser diagnosticada.

Doença Celiaca Bioquimica
Doença Celiaca Bioquímica. Imagem:divulgação

Esse diagnóstico pode ser feito através de exames de fezes, exames de imagem e exames sorológicos. Mas os exames mais confiáveis são os que detectam os níveis do anticorpo antitransglutaminase e do anticorpo antiendomísio. A endoscopia com biópsia para retirada de amostras de tecido do intestino delgado também é muito utilizada para a confirmação da doença.

Quais os sintomas da Doença Celíaca Bioquímica?

Em algumas pessoas, a doença celíaca pode ser assintomática, mas em outros casos o portador pode apresentar alguns dos sintomas abaixo:

  •  Diarreia com fezes fétidas, claras, volumosas, com ou sem gotas de gorduraou prisão de ventre;
  •  Vômito;
  •   Perda de peso com facilidade;
  •  Ganho de peso com dificuldade;
  •  Inchaço nas pernas;
  •  Anemia;
  •  Alterações na pele;
  •  Fraqueza nas unhas;
  •  Queda de pelo;
  •  Diminuição da fertilidade;
  •  Alterações no ciclo menstrual;
  • Retardo do crescimento em crianças;
  •  Sinais de desnutrição;
  •  Flatulência;

Entre outros sintomas.

Acesse e saiba mais informações: Doença Celíaca e a contaminação cruzada

Existe tratamento? Como tratar?

O papel do nutricionista é de fundamental importância para a orientação, tanto do paciente, quanto de sua família, causando agravamentos para a saúde.

Seu diagnóstico é dado a partir da realização de um exame de sangue, pois seus sintomas são diversificados e muitas vezes associados a outras doenças cujo sua origem se dá pela intolerância ao glúten e assim muitos demoram a descobrir o verdadeiro problema vivendo com enfermidades que poderiam cessar com o tratamento apropriado: a retirada do glúten na alimentação.

Doença Celiaca Bioquimica
Doença Celíaca Bioquímica. Imagem:divulgação

É necessário que seja retirado todo alimento que contenha glúten da alimentação por toda a vida. Com essa retirada a cura pode ser total. O paciente pode ter algumas dificuldades em seguir uma dieta sem glúten pelos seguintes fatores: ·

  • Não conhecer os cereais proibidos;
  •  Custo elevado dos alimentos;
  • Rótulos com composições erradas;
  • Influência de propagandas.

Os alimentos que uma pessoa portadora de doença celíaca pode consumir são arroz, milho, mandioca, fubá, féculas, óleos, margarinas, todo e qualquer tipo de fruta, leite, manteiga, queijos e derivados, folhas, cenoura, tomate, vagem, feijão, soja, grão-de-bico, ervilha, lentilha, cará, inhame, batata, mandioca, carne de aves, suínos, bovinos, caprinos, miúdos, peixes e frutos do mar.

Doença Celiaca Bioquimica
Doença Celíaca Bioquímica. Imagem:divulgação

É muito importante que as pessoas portadoras de doença celíaca leiam bem os rótulos dos produtos que irão consumir, já que a lei federal nº 10.674, de 2003, obriga todas as indústrias alimentícias a informar em seus rótulos se o produto “CONTÉM GLÚTEN” ou “NÃO CONTÉM GLÚTEN”.

Recomendados para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here