Doença Celíaca Dermatite Herpetiforme – O que é?

0

 

A Dermatite Herpetiforme (DH) é um estado de empolgação da pele dos sensíveis a glúten e que coça intensamente, mesmo quando se trata de uma erupção branda. Não é contagioso, é genético. O nome Dermatite Serpentiforme é descritivo.

A erupção cutânea não é relativa a herpes ou dermatite comum, mas sim uma condição crônica específica. Pode irromper em pequenos caroços, como pápulas de picada de inseto, alguns com pequenas bolhas com líquido na parte de cima que são chamadas vesículas.

Podem, no entanto, também ter a aparência de uma colmeia, persistindo numa só área, ou parecer uma dermatite rosada e escamosa.

Doença Celíaca Dermatite Herpetiforme
Doença Celíaca Dermatite Herpetiforme. Imagem:divuglação

Dermatite Herpetiforme pode surgir e desaparecer mesmo sem tratamento. O empilhamento tem uma distribuição característica: sobre os joelhos, na superfície externa dos cotovelos, nádegas, em torno das orelhas, espáduas (curva dos ombros), na linha dos cabelos e sobrancelhas.

A tendência é a de ter geralmente uma localização simétrica, nos dois lados do corpo. Quando cessa, o que comumente acontece espontaneamente, pode deixar uma coloração amarronzada ou áreas claras, onde a pigmentação já se perdeu.

Acesse e saiba mais informações: Quais os Sintomas da Intolerância a Lactose ?

Quais são os sintomas de Dermatite Herpetiforme?

A diversidade (ou variedade) com que a erupção se apresenta pode tornar muito difícil o diagnóstico e a opinião de um especialista em pele (dermatologista) é normalmente requerida.

Quando o médico suspeita de Dermatite Herpetiforme, uma biópsia da pele para histopatológica é aconselhada. Isto implica em retirar um pequeno pedaço de pele que será enviada para um patologista examinar.

Doença Celíaca Dermatite Herpetiforme
Doença Celíaca Dermatite Herpetiforme. Imagem:divulgação

A amostra geralmente inclui uma bolha ou pápula, além de algum tecido normal circundante. Isso é feito antes do início do tratamento. O teste para mostrar depósitos de IgA.

Embora IgA possa ser encontrado também em outras doenças de pele, há um tipo particular no IgA-imunofluorescencia na Dermatite Herpetiforme. O resultado positivo poderá ser encontrado em muitos pacientes com Dermatite Herpetiforme, mesmo quando existe remissão da doença na pele.

Há um número anormal de anticorpos no soro ocorrendo na Dermatite Herpetiforme, como acontece na doença celíaca. Quantidade elevada de anticorpos de glúten pode ocorrer, e elevados índices de anticorpos também podem ser encontrados.

Acesse e saiba mais informações: Doença Celiaca Bioquimica

A quem afeta a Dermatite Herpetiforme?

A Detmatite Hepertiforme é uma condição predominantemente de pessoas descendentes de europeus. Afeta mais homens que mulheres e se apresenta na idade adulta (20-55 anos). É incomum ser observada em crianças, mas pode ocorrer.

Doença Celíaca Dermatite Herpetiforme
Doença Celíaca Dermatite Herpetiforme. Imagem:divulgação

Menos de 10% dos pacientes com Dermatite Herpetiforme tem sintomas gastrointestinais, sugestivos de doença celíaca.

Um pequeno grupo de pacientes com doença celíaca desenvolve Dermatite Herpetiforme, mesmo se mantendo dentro de uma dieta livre de glúten por anos. Assim como na doença celíaca, não se sabe o motivo pelo qual a doença DH se desenvolve num certo momento.

Doença Celíaca Dermatite Herpetiforme Tratamento

A Dermatite Herpetiforme é tratada do mesmo modo que a doença celíaca, mantendo uma dieta sem glúten para o resto da vida.

Pode-se levar uns seis meses até alcançar uma melhora razoável nas condições da pele, e uns dois anos ou mais para alcançar o controle total da situação só com dieta, o que mostra que a resposta na pele é muito mais lenta, comparada com a cura da mucosa intestinal na doença celíaca.

Um remédio chamado DAPSONA melhora as erupções na Dermatite Herpetiforme rapidamente. Depois de 24 horas usando a medicação a coceira melhora e as erupções desamparem em poucos dias.

Doença Celíaca Dermatite Herpetiforme
Doença Celíaca Dermatite Herpetiforme. Imagem:divulgação

A Dapsona no entanto não reverte os sintomas nos intestinos (atrofia vilosa).É uma medicação que precisa cuidadosa supervisão. Existem muitos efeitos colaterais como hemolisia, produzindo fadiga crônica e anemia, principalmente se tomada em grande quantidade e por muito tempo.

A sulfa piridina é também usada, assim como outras sulfamidas de longa duração. A dose à qual a Dapsona pode ser diminuída ou até eliminada depende do sucesso da dieta sem glúten. Com cumprimento estrito do uso, o tempo útil para a redução da Dapsona tem sido mostrado em estudos como menos de um ano e geralmente pode parar de todo em dois anos.

Mesmo a ocasional ou não intencional ingestão de glúten reduz a bem sucedida supressão da Dapsona para 50% dos pacientes. Dapsona ou sulfapiridina; estas drogas controlam, mas não curam a doença.

Acesse e saiba mais informações: Glúten passa pelo leite materno? Descubra!

Doença Celíaca Dermatite Herpetiforme
Doença Celíaca Dermatite Herpetiforme. Imagem:divuglação

A dapsona é mais efetiva que a sulfapiridina. A resposta das lesões cutâneas é dramática, o que não ocorre com as lesões intestinais. A dose inicial da dapsona na maioria dos casos é de 25 a 50mg/dia em adultos e 0,5mg/Kg em crianças.

O início da terapia com altas doses de sulfona pode precipitar hemólise severa e descompensarão cardíaca em indivíduos susceptíveis. Alguns pacientes podem requere 400mg/dia.

Com a melhora, esta dose pode ser reduzida para 50 a 100mg/dia, podendo ser mantida por muitos anos. Ficar atento para os efeitos indesejáveis da dapsona tais como: anemia hemolítica, metahemoglobinemia, síndrome sulfônicafatal.

Dermatite Herpetiforme bolhosa

Geralmente a Dermatite Herpetiforme se manifesta no corpo humano, apresentando feridas e bolhas em toda região corporal trazendo com ela a intolerância ao glúten e atingindo mais o sexo masculino, do que o feminino.

As feridas que se manifestam no corpo são de origem imunológica e geralmente aparecem nas regiões do cotovelo, joelhos, nuca, couro cabeludo, parte superior das costas e as nádegas.

Dermatite Herpetiforme bolhosa
Dermatite Herpetiforme bolhosa. Imagem:divulgação

Você não deve coçar as feridas para que não piore a lesão. O diagnóstico é feito com a consulta a um dermatologista que irá examinar e se necessário realizar uma biópsia, retirando parte da pele que contenha esteja machucada.

Dermatite Herpetiforme pomada

O ideal para quem possui Dermatite Herpetiforme é que faça uma limpeza diariamente das feridas utilizando sabão antibacteriano e cuidando para não lesionar mais ainda os machucados.

As pomadas bacitracida, pomada mupirocina e pomada retapamupila são indicadas para utilização no tratamento. Consulte um médico especialista e peça orientações do que é melhor para você utilizar durante o tratamento, e que não vá prejudicar ainda mais seu corpo.

Dermatite Herpetiforme remédio

O tratamento para Dermatite Herpetiforme é feito através de uma dieta sem glúten, mas como somente a dieta demora para fazer o corpo reagir e atingir a melhora, os médicos indicam o uso de antibióticos para rápida reação do corpo.

Dermatite Herpetiforme remédio
Dermatite Herpetiforme remédio. Imagem:divulgação

Com 24h de uso do antibiótico já pode notar diferenças na pele e sentir a melhora dos sintomas, sumindo em pouquíssimos dias.

Caso você opte somente pela dieta, vai ser um processo mais lento. Em torno de 6 meses você atingi uma melhora e em até dois anos tem o controle total da situação.

Dermatite herpetiforme diagnóstico

Os principais sintomas da dermatite herpetiforme estão relacionados a erupções na pele de característica recorrente. Além das erupções, podem aparecer bolhas, manchas (escurecimento), saliências, vermelhidão e coceira.

Geralmente, o problema é identificável pelo próprio paciente, uma vez que chega a incomodar. Mas o diagnóstico é dado a partir da avaliação de um médico, requerendo até mesmo exames laboratoriais.

Dermatite herpetiforme exames

O exame feito para dermatite herpetiforme é através de uma biopsia cutânea e imunoflorescência direta. Isso é feito diretamente na lesão, uma vez que a biopsia é feita para retirar uma pequena amostra local, assim uma verificação mais detalhada é feita em laboratório.

Dermatite herpetiforme alergia ao glúten

Para quem não sabe, a dermatite herpetiforme é considerada uma variante da alergia ao glúten, também conhecida como doença celíaca. As lesões na pele são acarretadas a partir de contato do paciente com esse tipo de proteína, resultando nas erupções. Vale lembrar, porém, que isso não é uma regra: quem apresenta doença celíaca podem nunca apresentar a dermatite e quem apresenta a dermatite não necessariamente é intolerante ao glúten.

Dermatite herpetiforme atopica

A dermatite herpetiforme atopica é um tipo de dermatite crônica muitas vezes caracterizada pelo aparecimento de lesões avermelhadas e acinzentadas, causando coceira e descamação, principalmente nas dobras da pele. Normalmente, o tratamento é feito com remédios anti-histâmicos ou creme hidratantes. Lembrando que o medicamento deve sempre ser receitado por um médico dermatologista.

Como controlar a dermatite herpetiforme?

O controle da dermatite herpetiforme deve ser feito a partir de sua causa. Se for constatado que o aparecimento é por conta de uma alergia ao glúten (doença celíaca), o paciente deve ter uma dieta sem a substância. Mas como ela não deve simplesmente ser cortada, é importante se consultar com um médico especialista para que ele passe a alimentação correta e balanceada para o seu caso.

Porém, em caso que não estão ligados a qualquer tipo de intolerância ao glúten e também para uma melhora mais rápida, o médico especialista pode indicar o uso de antibióticos que ajuda a aliviar os sintomas em cerca de 1 ou 2 dias. Porém, este tratamento pode apresentar algumas conseqüências como diarréia, náuseas e anemia, então, o acompanhamento feito por um profissional é extremamente importante.

Dermatite herpetiforme boca

A dermatite herpetiforme é mais rara de aparecer na região da boca, porém, existe um tipo de dermatite que neste caso se chama perioral. Ela aparece como manchas irregulares rosadas ou avermelhadas próximas aos lábios, sendo bastante comum em mulheres com idade entre 20 e 45 anos.

Dermatite herpetiforme bebê

Em crianças, também pode acontecer de aparecer a dermatite herpetiforme. Neste caso, o diagnóstico e tratamento são bastante parecidos, sendo que o médico pediatra saberá orientar como deve ser no caso do seu filho e até mesmo se a origem é de alguma intolerância ao glúten.

Porém, a dermatite em um geral, sem ser especificamente a herpetiforme, tem grandes chances de surgir muitas vezes por contato diário com a fralda, também pelo calor em que aparece irritabilidade nas dobrinhas e outros motivos. Não é preciso nenhum pânico caso isso aconteça com o seu pequeno. Basta levá-lo ao médico que a situação poderá ser resolvida sem grandes problemas.

Dermatite herpetiforme couro cabeludo

A dermatite herpetiforme também pode ter aparecimento no couro cabeludo, mas, a manifestação mais comum nesta região é a da dermatite seborreica.  Essa é uma doença cutânea que provoca descamação do couro cabeludo. Muito comum, ela atinge cerca de 2 milhões de pessoas no Brasil por ano e pode ocorrer também em área mais oleosas do corpo como peito, costas e rosto.

É comum, por exemplo, surgir o aparecimento de caspas por conta da dermatite. Seu tratamento é feito com xampus próprios para o caso, loções, cremes e outros produtos que são aplicados diretamente na raiz do cabeço para solucionar o problema. No caso de uma pessoa que nunca apresentou o problema, pode estar apenas com uma dermatite temporária como resultado de uma reação a uso de cosméticos ou outros agentes externos. Por isso, em caso de aparecimento, é importante consultar um dermatologista que possa indicar qual é o melhor tratamento para o seu caso.

Dermatite herpetiforme corticóide

Os corticóides são medicamentos utilizados em muitos casos onde necessita uma ação antiinflamatória ou imunossupressora. Isso quer dizer que ele é usando para suprir alguma necessidade que o próprio corpo não está dando conta, gerando, assim, uma doença auto-imune – como é o caso da dermatite herpetiforme.

É por isso que eles são utilizados no tratamento na doença, mas por serem medicamentos fortes, devem ser administrados com acompanhamento médico. Atualmente, é uma das principais formas indicadas para tratar de pessoas que surgem com casos de DH – seja por conta da doença celíaca ou não – através de cremes ou loções que ajudam no tratamento de reações alérgicas.

Recomendados para você:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here